Toada Ndongo

Pomba-gira cigana, Exu-mulher

há algo de ti que me cabe

seja a presença, seja a saia

tenho seu fundamento

há muito de ti que me sabe

na encruzilhada plantei palavras

dei de comer e de beber a outros saberes

é seu nome, então, que hoje canto

em ritmo banto, na toada Ndongo

Pomba-Gira cigana, Exu-mulher

guarde-me em sua quartinha

pois nada sou sem seu colar de contas

pois nada posso sem sua mandinga

“Toada Ndongo”, do livro “366 poemas para 2020” (mimeo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s